header_home

A história

Há 22 anos atrás – a ação da associação

No seu início a associação era maioritariamente um projeto familiar cuja principal ação social era a realização dos Campos de Férias (a valores baixos e grátis para crianças de grupos vulneráveis) e Formação de Animadores de Campos de Férias.

Muitas das crianças que participavam num campo de férias voltavam durante vários anos, criando-se um verdadeiro espírito de família e amizade. À medida que o tempo passava era claro que o principal valor do projeto era a inclusão. Foi sempre com esse valor base que os campos de férias e formação de animadores se realizaram: cumprindo o objetivo de integrar crianças, jovens e adultos de todos os estratos sociais, independentemente da raça, religião ou cultura, proporcionando momentos em que eles se sentiam confiantes e integrados, não só na experiência de campos de férias e formação de animadores, como também no grupo de amigos do dia-a-dia, na escola, na família, na comunidade. Aprendendo, por experiência prática, ferramentas para levar para a vida.

A associação foi legalmente criada a 21 de Junho de 1994, tendo os seus estatutos publicados em diário da república — III Série, nº 184 de 10/08/1994, pág. 14560. Foi criada como associação educativa e recreativa, sem fins lucrativos. Em 2009 a associação vê os seus estatutos alterados para em 2011 se tornar uma Instituição Particular de Solidariedade Social. Está igualmente inscrita no Registo Nacional de Associações Juvenis (R.N.A.J.) desde 2001. Durante o ano de 2015 adaptou de novo os seus estatutos à nova lei das IPSS.

Tendo partido deste estrato a associação progrediu para a organização de diferentes programas não só para crianças e jovens, como também para adultos e idosos, refletindo uma maior consciência de intergeracionalidade nas suas ações.

Segue-se um período exponencial de programas educativos e de parcerias estratégicas (na área social), que oferecem à comunidade (nacional e internacional) a igualdade de oportunidades de aprendizagem, recreação, inclusão, criatividade e capacitação social do indivíduo.

A associação inicia assim o seu trabalho com diferentes grupos vulneráveis em escolas, famílias, instituições, comunidades, dos quais são alguns exemplos os seguintes:

1994-2015 – Programa de Campos de Férias Novas Descobertas – com instituições e projetos de cariz social – ex: Campo de Férias Artístico – inclusão através das artes (ENCONTROARTE) projeto escolhas PISCJA; CASLAS – Lar de Jovens de Lagos);

1999-2015 – Programa Formação de Animadores PND + Experiência Educativa de Voluntariado (para jovens e jovens adultos de grupos vulneráveis)

2000-2009 – Intercâmbios Culturais, Campos de Trabalho Internacionais (França, Noruega, Polónia, Egipto, Itália e Alemanha) e criação de um Website internacional da associação (no âmbito do programa europeu Juventude em Ação);

2000-2015 – Eventos e atividades comunitários de impacto local (em parceria com o Instituto Português da Juventude);

2001-2015 – Cursos nas áreas da intergeracionalidade e inclusão social (ex. artesanato tradicional, atividades e outras tradições);

2001-2013 – Criação de um espaço gratuito de atividades de tempos livres para comunidades algarvias desfavorecidas (no âmbito do Programa de Apoio Juvenil e Apoio infraestrutural, pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude);

2002-2004 – Jogos tradicionais portugueses PND (pelo país inteiro, juntando pais, avós e filhos e em parceria com várias camaras municipais portuguesas);

2009-2012 – Programa de educação ambiental para escolas (abrangendo os programas educativos escolares portugueses do 1º ao 12º ano – programa certificado pelo ministério da educação);

A história continua, 22 anos depois, já integrada na Quinta do Vale da Lama e acontece a cada ano que passa.

Para saber mais, clique aqui.